8 de dezembro de 2009

Postado por João do Amor Amor On terça-feira, dezembro 08, 2009



Hoje eu entrei no seu Orkut e vi quatro fotos novas postadas por você. Passei quase uma hora olhando-as sem pestanejar. Lembrei de tantos momentos que vivemos. O seu rosto e a sua pele continuam tão belos. Sua aparência, apesar de um pouco mais amadurecida, está linda. Deu-me vontade de deixar alguns comentários, mas contive o meu desejo. Achei melhor ficar na minha e apenas lhe observar. Talvez você não gostasse de ler minhas palavras tão cheias de sentimentos e sinceridades. Já faz tanto tempo que fui excluso da sua vida. Tanto tempo.
Senti saudades. Não posso mentir pra mim. Não posso tentar me enganar. Não posso ser covarde comigo. Pois eu ainda gosto demais de você. Ainda sinto o mesmo afeto, a mesma emoção... o mesmo calafrio. Quanto mais o tempo passa mais não consigo te esquecer. E vendo suas fotos novas tive certeza disso. E, sinceramente...
Eu te amei tanto. Te quis tanto. Fizemos tantas loucuras. Curtimos-nos tanto. Prometemo-nos tanto. Mas o que fazer quando o coração diz para pararmos? Acredito que tinha havido tal ordem do seu coração para você. Acho que eu não estava sendo mais interessante. É que deve ter aparecido outro alguém, outros sentimentos, outras vontades enquanto eu acreditava que estava tudo bem.
Passou. Para você passou. Para mim não. Teus gestos de carinhos ficaram. Teu olhar tímido ficou. Tuas palavras e promessas não sumiram dos meus ouvidos. Às vezes que nos visitamos estão guardadas em minha memória a 7 chaves. Nunca vou esquecer um milésimo de segundo dos nossos momentos inesquecíveis. É por isso que ainda hoje, mesmo depois de alguns anos, ainda tenho lembranças de nós dois.
Seria ridículo pedir para você voltar para mim. Muitas coisas devem ter acontecido em tua vida. Novas pessoas, novas paixões, novas amizades, novos trabalhos... Tantas coisas. Em minha vida também surgiram novos acontecimentos. Tentei gostar, tentei querer, tentei me entregar, tentei esquecer, tentei segurar a onda, tentei sumir, tentei entender, tentei aceitar, tentei não chorar. E por fim, tentei amar outra vez. Pura ilusão. Puro engano. Tudo na esperança de ser feliz.
E hoje, vendo suas fotos, deixei de acreditar que você morreu pra mim. Ah, o tempo todo estive contigo em minha mente, mesmo quando pensei que eram outras pessoas que estavam tocando o meu coração. Isso é horrível, pois significa que o meu sofrimento com a tua desistência de mim não acabou. O que eu faço?       
Quero te excluir do meu Orkut, mas não tenho coragem. Ajude-me a tirar você da minha vida. Pegue na minha mão e me ensine a andar por outro caminho. Diga-me que existem outras estradas que poderão me levar a um novo horizonte. Mas não venha comigo. Apenas indique-me a seta e deixe-me seguir sozinho. Por favor.  
Reações:

2 Seu recadinho é aqui:

Najily disse...

Tempo...
Ele é capaz de responder a nossas maiores vontades...

Patricia disse...

queria receber de alguem pelo menos metade desse amor que sentes ,um amor mais que fiel